Avançar para o conteúdo principal

A Lírica do Pensamento

As vezes gosto de viver na lírica do pensamento,
Pensar é sempre um bom investimento,
A minha cabeça pode ser o meu maior instrumento.

Se não pensasse tudo faria sentido,

Nunca ficaria desiludido,
O amor seria sempre divertido,
O contra-tempo teria um cenário colorido.

Vamos supor que quem entra
Na nossa vida já não sai,
Que ninguém mata nem rouba nem trai,
Vamos pensar que todo homem é bom pai,
Que a nossa honra tem uma base samurai,

Que nenhum político mente descaradamente,
Vou fingir que ela  nada tem de atraente,
Que não foi durante anos e anos idealização da minha mente.

O tempo tem sido um amigo inseparável,

É o que ajuda a não me sentir tão miserável
Não me importo que saibam o que sinto,
O meu coração não é nenhum segredo,
Não me suporto quando minto
A sociedade vive a fase do seu maior degredo.








Comentários

Mensagens populares deste blogue

A Dor Que Não Se Sente

É complicado sentir a dor que não se sente, Quando estavas do meu lado não me sentia tão ausente, Farto de estar encarcerado nesta prisão permanente, Suponho que a vida é um sonho com contornos de pesadelo, Se eu tivesse uma foice e um martelo construía o mundo mais belo. A vida não é perfeita e é feita a cada jornada, Gere a tua ira, não desistas tira a cabeça da almofada, Escuta a tua voz interior,vai a luta com a cabeça levantada
A alma calma muitas vezes é a mais apaixonada.
Com orgulho mantêm a tua humildade, És dono e senhor da tua vontade, Não aceites sem lutar perante está mediocridade! Acredita é possível manter o nível e vencer, É indiscutível que a missão parece impossível
Mas tens de acreditar na força do teu ser, És um homem de carácter e dignidade , A peça chave para o futuro da humanidade...
Não estou a brincar não quero ver-te sempre a sorrir,
Para uns aldrabar não é mentir O teu lema de vida é lutar e nunca desistir, 
Não serás nada quando a dor do teu interior …

Tudo Misturado

Água benta mágoa sangrenta, quem aguenta? A dor que o interior não sustenta, Se não existe? persiste inventa! Cala o otário que ao comentário comenta, Extraordinário! o infantário tem O berço precário que o representa.
Magoado fica agarrado ao terço,e Não percebe a magia do verso, A inocência é perversa, A incoerência deixou a cabeça imersa, A imersão de cada palavrão, Palavreado? hoje foi feriado, Amanha esta tudo acabado... Seguro já não esta assegurado Morres se não estiveres apaixonado!
Amas mulheres arrefeces esqueces Alguns traumas, alguns dramas, que Assombraram a tua consciência, És fruto da ciência, que embate Fora do combate, contra a sapiência, Falência mental, frequência frequência, Valência incorporada enamorada pelo sinal.
Logicamente neste preciso instante, A mente loucamente, quer dizer algo interessante, Mas não o vai fazer, cai sai ao pai Que é feliz seja onde estiver, É melhor ir, sai agora, deste local Vai embora, se queres fazer a diferença, Alma feliz é aquela que não pensa. Da um abraço ao…

Palavras Mudas

Reconhece a voz que reza sem prece,
Decora enquanto esquece,
O tempo vigora e a hora aparece,
Agora vai embora desaparece,
Sai porta fora, faz amor com a Nora,
Ela implora quando usa a lágrima que não chora.

Perdeste o sentido, lembrado esquecido,
Tão novo apodrecido, olhar tremido,
Já foi bem parecido, antes conhecido,
Agora desconhecido.

Muda as palavras, o som tem palavras mudas,
Inocente, contente, atraente tezudas, peludas,
Mulheres miúdas novas velhas graúdas,
Passo seguinte radio sem ouvinte, as vozes são surdas,
Não ouve não sente já chove esta quente,
O passado não ultrapassado é recente.